Nota
1

Depois de muito tempo, quase um ano, eu resolvi reativar esse blog. Por que?

Bem… A verdade é que nem eu sei, eu estou atualmente me dedicando ao meu blog de livros Estandy Books, porém lá tem um tema definido e eu não me sinto confortável de falar sobre outras coisas, assuntos em gerais, por isso resolvi que vou postar aqui as vezes, não sei exatamente o que, mas vou tentar. 😀

Anúncios
0

A viagem que não fiz e algumas lembranças de infância!

Nossa fiquei bastantes dias sem postar, mas é porque minha mãe queria viajar, no entanto felizmente não deu certo, uns problemas com o carro e viagem adiada, pra eu foi bom, eu não queria ir mesmo e minha mãe estava me “obrigando” a ir, iriamos para o Paraná, terra natal, praticamente todo ano nós fazemos viagens para lá, mas esse ano eu realmente estava desanimada para ir…

Eu nasci na cidade de Campo Mourão, é uma cidade pequena, tem menos habitantes que Paulínia, mas é mais bonita e receptiva, eu gostava, mas não gostaria de voltar a morar lá, nada contra, mas meus anseios são outros, eu tenho poucas lembranças, era muito criança quando morávamos lá, porém as coisas que me lembro foram coisa marcantes, que talvez eu nunca vá esquecer, como a vez que tive um choque de realidade e descobri que as pessoas não tinham as mesmas  condições financeiras, acho que foi na copa de 98, eu frequentava a escola primária, escola pública, era uma escola boa, eu demorei para me adaptar pois eu era uma criança um pouco mimada e muito apegada a minha mãe, mas com o tempo fui “gostando” da escola não tanto, rsrsrs mesmo porque eu peguei um pouco daquela fase que os professores e os pais pensavam que disciplina era colocar medo na criança, ainda bem que hoje isso mudou um pouco, pelo menos nas escolas, mas enfim, o que me marcou naquela escola, foi quando em clima de copa a professora perguntou aos alunos quem iria assistir a copa em casa, muitos alunos responderam que não e ao serem questionados pela professora o por que, responderam que era por não ter TV em casa, eu fiquei em choque por alguns minutos, eu não sabia que era possível não ter TV em casa, fiquei pensando no que eles faziam quando chegavam em casa depois da aula, não assistiam desenho? Obvio que não, provavelmente iriam ajudar os pais nos serviços de casa ou até trabalhar fora para ajudar na renda familiar.

A professora resolveu fazer uma pesquisa na sala para ver quais eletrodomésticos que os alunos tinham e mais uma vez para minha surpresa, muitos não tinham nem geladeira, no máximo um rádio AM/FM para passar o tempo, naquele dia eu sai da escola com um nó na garganta, uma vontade de chorar por dó dos meus “coleguinhas” de classe, até então eu achava que todas as crianças tinham as mesmas coisas, que todas as casas eram iguais por dentro, que todos tinham tudo que precisavam para serem felizes, talvez eles fossem felizes, mas naquela época eu não conseguia imaginar isso.

Eu realmente lembro-me pouco de lá, era muito pequena, as lembranças ruins são as mais fortes na memória, como da vez que pisei no formigueiro e corri para o banheiro lavar o pé, estava brincando na rua e minha mãe não gostava disso, embora ela tivesse deixado, se soubesse que eu havia me machucado provavelmente não deixaria eu sair outra vez, tinha também o louco da rua que corria completamente pelado, descia a rua toda gritando e sua mãe atrás, ele as vezes pedia café, mas sua mãe falava para ninguém dar, pois segundo ela, cortaria os efeitos do remédio, um dia ele correu até o final da rua e sumiu, foi encontrado morto no riacho que tinha depois do final da rua, minha mãe ficou chateada pois havia negado o café para ele naquele dia e tinha o Sandro, um menino da minha idade que me ameaçava no colégio, dizia que se eu não emprestasse as coisas para ele, ele mataria meu pai com uma faca na barriga, eu boba acreditava nele e ficava morrendo de medo, foi uma fase difícil, mas ainda sim foi melhor do que as que passei aqui em Paulínia na escola.

Sempre que vamos ao Paraná, passamos por várias cidades, a família é muito grande e bem dividida, mas sempre faço questão de passar por onde nasci, o hospital, a casinha onde morei, me faz bem, mas esse ano acho que não irei, quem sabe ano que vem, talvez eu poste fotos.

Por hora é só!

0

Livro faltando páginas

Estava no meio da leitura de um livro “Merrick” da Anne Rice, já faz algum tempo que eu havia iniciado essa leitura, mas não havia terminado então ontem resolvi terminar, mas ao chegar na página 225 eis minha surpresa, começou a ter páginas em brancos, a cada duas escritas, duas em brancos, no total deu 8 páginas em branco, ficando assim um buraco, faltando boa parte do conteúdo do livro, o problema é que eu já havia comprado esse livro faz tempo, junto com os demais da Anne Rice que eu tenho, eu comprei cerca de 10 livros da Anne Rice, todo da ROCCO, como eu já conhecia e confiava na editora não conferi todos os livros, fui lendo aos poucos, o que foi um erro, então hoje deixo esse alerta, sempre que comprar, ou antes de compra se for loja física, confiram os livros, folheiem, se for pela internet também, assim que receber confiram todos, pois podem ter essa surpresa desagradável que eu tive, eu envie e-mail a ROCCO, comunicando o acontecido, vamos ver o que eles vão falar.

4

Desafio Melhor Look Dsconto

Eu estou participando do Desafio Melhor Look Dsconto na categoria Conhecendo os Pais Dele(a) e quero concorrer até R$6000 em prêmios para os melhores blog posts. Se eu ganhar esse desafio, vou fazer as minhas comprinhas na loja Dafiti no portal Dsconto.

Passeando pelo site Garotas Estúpidas, eu vi o post sobre o desafio (cliquem para entender) e na hora já fiquei louca para participar, adorei!

Logo comecei a passear pelo portal Dsconto e fuçando em cada loja, resolvi criar esse Look “Conhecendo os pais dele” achei legal o tema, e optei por montar um look que fosse discreto e que causasse boa impressão, então escolhi esse vestido de corte reto da Anna Flynn que vi na Dafiti por 199,90 e achei perfeito para ocasião, optei pelas lindas sapatilhas da Beira rio que são sempre muito confortáveis e lindas, achei essas na Di Santinni por um precinho maravilhoso, apenas 69,90, então passeando pela Airu vi esse mix de pulseira perfeito por apenas 39,90 e logo apaixonei, achei que iria super combinar com o look então não pensei duas vezes, na mesma loja achei o par de brincos de pérolas que achei super clássico, dando um ar retro (nem amo né) ao Look e custando 36,00, voltando a Dafiti achei essa clutch perfeita também da Anna Flynn por 139,90 que amei.

Dando o valor final de 485,60, um look super bonito e barato, ou seja, perfeito. 😀

Acrescentei esse penteado ao post, pois achei que é a cara do look, dando um ar romântico, ficaria lindo, o que acham?

Espero que gostem do Look que eu criei, adoro desafios e eu como aspirante a fashionista não poderia ficar de fora dessa.

Queria agradecer a Dafiti pelo meu cupom de 50 reais que ganhei por aceitar participar do desafio.

0

Bram Stoker – 165 anos!

Hoje o grande criador de Drácula completaria 165 anos, Ele nasceu em 8 de novembro de 1847, em Dublin.

Em 1897 Bram Stoker escreveu o livro de vampiros de maior sucesso de todos os tempos, livro que até hoje inspiras outros livros e filmes. Bram Stoker escreveu também outros 19 livros sobre o vampiro.

Eu sou uma grande apaixonada pela temática de vampiros e acho que todo mundo já notou isso, Drácula foi o primeiro contato que eu tive com esse mundo e não me arrependo em nada, recomendo sempre a todos, muito bom mesmo, muito bem escrito, uma obra que vai para sempre mexer com o imaginário de todos.

Pra ter noção de quão importante Drácula e Bram Stoker são para história, até o Google fez uma homenagem especial para comemorar essa data.

Achei super justo e merecido, Bram Stoker merece ser pra sempre lembrado, acho que nunca mais veremos obra tão magnifica quanto Drácula!

0

Estar feliz…

É tão bom poder dizer que está feliz, até mesmo nos momentos de ócio continuar feliz, a vida às vezes é tão cruel que quando a felicidade resolve dar às caras, ela acaba assustando, mas logo acostumamos, porque acostumar a ser feliz não é difícil né?

Acordar e saber que tudo está dando certo, que a vaga na faculdade está garantida, que as aulas de canto estão indo bem, levar uma patada de carinho do seu filho de quatro patas e perceber que dormiu demais, perceber que tem tempo para praticar seu hobby com fotografias, mesmo que seja apenas para fotografar o cachorro… Isso pra mim basta para ser feliz.

Eu por muito tempo não tive essas coisas simples que hoje me fazem tão bem, pelo contrário, tive momentos de depressão que nem sei como consegui sair, mas eu sei que a felicidade também incomoda os outros, porque ser feliz não é pra todos né? Principalmente se você fica sentado, parado, esperando algo mudar do nada, isso não vai rolar, ser feliz requer tempo e esforço, ser feliz requer vontade, eu sei que a vida às vezes não colabora, eu sei muito bem, sei que ela pode e vai dar rasteiras que fazem perder a vontade de levantar, fazem pensar que ficar no chão é o melhor jeito de evitar outros tombos, pode até ser, mas melhor mesmo é conseguir levantar por si só, é poder falar para si mesmo que você conseguiu, mesmo com a vida tentando não deixar.

Minha vida está se acertando aos poucos, eu ainda tenho um pequeno buraquinho no peito, mas acho que só vou conseguir preencher mais tarde, é o buraquinho do “Por que não consegui isso tudo antes, como a maioria das pessoas que conheço?” Sim eu as vezes me sinto um pouco velha, sinto que perdi muito tempo, não por vontade minha ou por falta de empenho, mas sim pelas tais rasteiras da vida e isso ainda me causa certa revolta, mas sei que quando eu ver tudo nos trilhos, tudo do jeito que sempre sonhei, eu vou me conformar e ver que o tempo foi generoso comigo, eu sinto que isso vai acontecer.

0

Glamour Barroco Trend!

Das últimas coisas sobre tendência que andei lendo, essa foi a que mais me empolgou. Todo aquele glamour renascentista de volta, eu adoro, acho tudo muito lindo e chamativo, todas aquelas jóias enormes, tecidos brocados, detalhes ornamentais e tudo mais, super minha cara.

Acho muito lindo, toda essa pedraria, os vestidos maravilhosos, olhando as fotos parecem difíceis ver isso adaptado ao dia a dia né? Mas não, é bem usável, separei algumas imagens que gostei… Não tem problema em misturar e combinar.

Pena que aqui no Brasil estamos em pleno calorzão então não combina muito infelizmente e nem aguentaríamos usar, mas serve para inspiração para um look noturno, mas está tudo muito lindo, não acham?